Categoria: Filmes

Segundo filme da nova franquia estreia nesta quinta-feira, 21 de junho, em circuito nacional. (📷 Universal Pictures / Divulgação)

A continuação de um dos filmes que mais rederam bilheterias nos últimos anos, chega ao cinema nessa quinta-feira, 21 de junho. Jurassic World: Reino Ameaçado conta com a direção de Juan Antonio Bayona (ou J. A. Bayona), que também foi o responsável pelo longa Sete Minutos Depois da Meia-Noite.

Chris Pratt e Bryce Dallas Howard estão de volta, e sem muitas delongas o arco deles é apresentado, sem focar no relacionamento dos personagens e em um ou dois diálogos, o espectador é brevemente apresentado ao que ocorreu nesse curto período de tempo. Aqui, os dinossauros são prioridades.

James Cromwell interpreta agora um personagem que já foi apresentado ao universo da saga, Benjamin Lockwood, que é brevemente reapresentado para quem não tem lá uma boa memoria. Ele, e seu assistente Eli Mills (Rafe Spall), são a introdução da continuação da historia, ambos personagens, infelizmente não foram tão bem aproveitados e se limitam a ser mais dos mesmos. Assim como boa parte do roteiro do filme.


No quesito ação, o longa-metragem não decepciona: larva de fogo, briga entre dinossauros, tiro, porrada e bomba. Tudo com aquela longa camada de absurdos cinematográfico que todos adoram ver, e que sim, funciona! É difícil não ficar vidrado na cadeira do cinema. É difícil não criar um vínculo emocional pela sobrevivência, só que dessa vez, não são pelos humanos que a a plateia torce.

Jurassic World: Reino Ameaçado ainda abusa do clima nostálgico, trazendo fugas de roteiro dos filmes anteriores. Um dos poucos arcos originais, é o que envolve a atriz mirim Isabella Sermon e foi uma escolha um tanto quanto ousado… foi difícil de encarar a proposta de inicio, mas no finalzinho do terceiro ato, tudo faz sentido. Ato final esse, que dá a entender que tem continuação vindo por aí. 

Em suma, Jurassic World: Reino Ameaçado é uma boa continuação do legado cinematográfico que Steven Spielberg idealizou em 1993. Cumpre com maestria a sensação de nostalgia e não deixa a desejar nas cenas de ação, e nem nos efeitos visuais e especiais. Não tem lá um grande roteiro original, mas acerta pela primeira vez em direcionar carisma em dosagem certa aos seus grandes protagonistas: os dinossauros.

Assista ao trailer: 

Sucesso desde os anos 1960, super heróis japoneses farão apresentações diárias durante o Anime Friends 2018. (📷 Divulgação)

Entre as atrações mais esperadas do Anime Friends 2018 está o Ultraman Heroes. Pela primeira vez no Brasil, Ultraman, Ultraseven, Ultraman Tiga, Ultraman ORB e Ultraman Zero farão um show emocionante para os fãs da franquia. A 15ª edição do Anime Friends acontece de 6 a 9 de julho, no Anhembi, em São Paulo, e contará com mais 70 atrações nacionais e internacionais do universo geek oriental.

Além do Ultraman Show, que terá duas sessões diárias durante todo o evento, o Anime Friends 2018 contará também com um museu de peças originais dos filmes, um restaurante temático e exibições do longa Ultraman Movies. Vindos da Nebula M78 para salvar o mundo dos grandes vilões, os heróis também participarão de uma sessão de fotos com os fãs. 

Os ingressos para o Anime Friends já estão à venda. Além da tradicional entrada para curtir todas as atrações, o evento oferece ainda outras opções. Os fãs poderão participar de um Meet&Greet com seu ídolo, com direito a foto e autógrafo. Tem também o fastpass para fugir das filas, e a hotzone, área reservada para ficar mais pertinho dos artistas.

Programação completa no site: animefriends.com.br

Serviço:

Anime Friends 2018 – 6,7, 8 e 9 de julho

Horário – Sexta: das 12h às 21h; Sábado e Domingo: das 10h às 22h; Segunda: das 10h às 20h

Anhembi – Centro de Eventos

Av. Olavo Fontoura, 1.209. Santana – São Paulo.

Ingressos: R$ 80 (meia-entrada) a R$ 840 (Combo VI

Diretor brasileiro indicado ao Oscar faz parceria com a Netflix para voltar a filmar no Brasil. (📷 20th Century Fox / Divulgação)

A Netflix anunciou nesta quarta-feira, dia 20 de junho, a nova série original Cidades Invisíveis, criada e dirigida pelo renomado diretor brasileiro Carlos Saldanha, animador indicado duas vezes ao Oscar e responsável por sucessos como A Era do Gelo, Rio e o recente O Touro Ferdinando, filmes que arrecadaram US$ 3,1 bilhões ao redor do mundo.

Saldanha, natural do Rio de Janeiro, sempre retratou seu amor pelo Brasil e pela cultura brasileira em seus trabalhos com vibrantes representações de suas paisagens, belezas naturais e alegria de seu povo. No projeto que marca seu retorno às filmagens em seu país de origem, o cineasta vai fundo na alma brasileira para explorar sua fé e mistura cultural.

Através de Cidades Invisíveis, Saldanha levará a audiência da Netflix em todo o mundo histórias que o povo conta sobre lendas e histórias que as lendas contam sobre o povo.

Na série original de Saldanha, há um submundo habitado por criaturas míticas que evoluíram de uma linhagem do folclore brasileiro. Cidades Invisíveis conta a história de um detetive que se envolve em uma investigação de assassinato, entrando em uma batalha entre dois mundos.

Este novo projeto marca um momento importante em nossos originais brasileiros à medida em que adicionamos um novo gênero aos diversos conteúdos que temos trabalhado para oferecer aos nossos públicos, desfrutando da mistura cultural que torna o Brasil uma fonte rica e interessante de histórias com apelo universal. Estamos muito animados por fazer isso em parceria com um diretor talentoso e reconhecido mundialmente como o Carlos Saldanha”, disse Erik Barmack, Vice-presidente de Conteúdo Original Internacional da Netflix.

“’Cidades Invisíveis’ é um projeto de paixão de uma vida que me traz de volta a filmar em meu país. Estou emocionado por poder levar um olhar contemporâneo do folclore brasileiro a milhões de pessoas ao redor do mundo conectadas através da Netflix”, disse o criador e diretor Carlos Saldanha.

Com 8 episódios com 1h de duração, Cidades Invisíveis começará a ser produzida no fim de 2018.

Evento que reúne o melhor da cultura japonesa acontece em São Paulo, de 6 a 9 de julho. (📷 Divulgação)

A 15ª edição do Anime Friends, que acontece de 6 a 9 de julho, no Anhembi, em São Paulo, já tem suas mais de 70 atrações nacionais e internacionais confirmadas. Bandas, cosplayers, cantores, estrelas de Kawaii Metal e de Tokusatsu já estão garantidos nos 32 mil metros quadrados de evento, que se dividem entre palcos, auditórios, praça de alimentação, área gamer e board game, beisebol, Artist’sAlley e muitos estandes.

Entre as atrações mais esperadas estão o Ultraman Heroes, que desembarcam no Brasil para uma exibição especial de um dos longas. Vindos da Nebula M78, chegam ao Brasil Ultraman, Ultraseven, Ultraman Tiga, Ultraman ORB e Ultraman Zero para um show emocionante com os cinco heróis lutando para salvar a humanidade dos grandes vilões. Além disso, o Anime Friends terá um museu com peças originais dos filmes dos heróis, um restaurante oficial do Ultraman, produtos oficiais e sessão de fotos.

Um dos maiores ícones da cultura pop japonesa também é nome certo da programação da Anime Friends 2018: Hatsune Miku, um vocaloid dublado por um sintetizador de voz. O prof. Fukuoka, da Digital Hollywood University (a maior universidade de entretenimento do Japão), que acompanhou de perto o desenvolvimento da cantora, dará uma palestra sobre seu processo de criação e a cultura tradicional japonesa. Haverá ainda uma apresentação do Hatsune Miku Special Show, do DJ Hachooji, criador de grande parte das músicas da estrela virtual.

Outra atração já confirmada é a estrela de Tokusatsu (live-action de super-heróis com efeitos especiais) Ayame Misaki. Pela primeira vez no país, a popular vilã Escape, de Go-Busters, falará sobre sua carreira e de vários momentos importantes da trajetória, como a premiação em Cannes pelo filme Hiraki.

Um dos grandes nomes do Kawaii Metal (mistura de metal, pop e danças coreografadas), Lady Beard já está de malas prontas para São Paulo.  A estrela que revolucionou o Japão com o gênero Kawaii Metal e agora vem conquistando legiões com o Deadlift Lolita trará sua música, seus modelitos fabulosos e seu estilo irreverente para os palcos brasileiros. Junto com ele, a lutadora de Wrestling Reika Saiki completa o Deadlift Lolita.

Fenômeno dos cosplay, Lady Lemon vai apresentar algumas das mais icônicas criações nos quatro dias do evento. A cosplayer falará um pouco sobre sua carreira, dará dicas para os entusiastas e fará parte do corpo de jurados dos concursos de Cosplay. A banda Snowkel, que ganhou o mundo com músicas para animes, como Naruto, Gintama e Kiba, volta para se apresentar nos palcos do Anime.  O ator Takumi Hashimoto, que conquistou o público em série de Metal Heroes promete contar os bastidores das séries de Tokusatsu em bate-papo inédito com os fãs.

Outas atrações confirmadas são a cantora Yumi Matsuwana, que emprestou a voz a sucessos, como Chikyūgi (Cavaleiros do Zodíaco – Saga de Hades) e You Get Burning (Nadesico), é mais um nome garantido. E, para quem curte K-Pop, o grupo Blanc7 promete animar a plateia.  Quem marca novamente presença no evento são as meninas do Oreskaband. E, por fim, Myth&Roid, a dupla responsável pelos sucessos absolutos de Anger/Anger (Bubuki/Buranki), Styx Helix e Paradisus-Paradoxum (ambas de Re:Zero), JingoJungle (YoujoSenki) e, recentemente HYDRA (Overlord 2), marcará presença no dia 8 de julho para mostrar a mistura pop e eletrônica que conquistou o mundo.

A Escola de Magia e Bruxaria do Brasil também está na programação do Anime Friends 2018. O maior evento de imersão no mundo mágico do Brasil trará para o evento uma exposição completa, com professores que farão demonstrações de suas aulas, espaços para fotos e painéis exclusivos com convidados especiais. A escola trará um campo completo de Quadribol, onde os visitantes poderão jogar o esporte mais amado pelos bruxos. Além de todas as atividades, a EMB ainda fará o lançamento do livro Brigada dos Amaldiçoados, o primeiro livro da Escola.

A EMB promove ainda dois bate-papos especiais: o primeiro contará com a presença de Charles Emmanuel, dublador de Rony Weasley, dos filmes de Harry Potter, mediado pelo youtuber Thiego Novais, do canal Observatório Potter, o maior canal sobre Harry Potter do mundo. Já no segundo, o youtuber falará sobre sua paixão pelo mundo mágico e sua experiência como aluno da Escola de Magia.

Completam o time de atrações os dubladores brasileiros Guilherme Briggs, Wendel Bezerra, Tânia Gaidarji, Charles Emmanuel, Marco Ribeiro, Wellington Lima, Christiano Torreão, Alfredo Rollo e Melissa Garcia, e os YouTubers Haru, Danilo Modolo (TokuDoc), Nelson da Casa do Kame, Anime Unided, Bunka Pop, Sempre Bom Saber Yuki Takasaka e Anime Whatever.

Os ingressos para o Anime Friends já estão à venda. Além da tradicional entrada para curtir todas as atrações, o evento oferece ainda outras opções. Os fãs poderão participar de um Meet&Greet com seu ídolo, com direito a foto e autógrafo. Tem também o fastpass para fugir das filas, e a hotzone, área reservada para ficar mais pertinho dos artistas.

Programação completa no site animefriends.com.br

Serviço:

Anime Friends – 6,7, 8 e 9 de julho

Horário – Sexta: das 12h às 21h; Sábado e Domingo: das 10h às 22h; Segunda: das 10h às 20h

Anhembi – Centro de Eventos

Av. Olavo Fontoura, 1.209. Santana – São Paulo.

Ingressos: R$ 80 (meia-entrada) a R$ 840 (Combo VI

Evento terá concurso de cosplay e promoção de Funko Pop. (📷 Divulgação)

A ToyShow, maior loja de produtos Geeks Criativos e colecionáveis do Brasil, anunciou que nos próximos dois finais de semana, dias 23, 24, 30 de junho e 01 de julho, acontece a já tradicional Festa Junina Geek. Com entrada gratuita, o evento será realizado na loja localizada nos Jardins, em São Paulo.

Além de se deliciar com comidas e bebidas típicas de festas juninas, o público terá também a opção de alguns food trucks que marcarão presença no local. Brincadeiras como a barraca da pesca e argola prometem deixar o dia ainda mais divertido.

Uma das atrações mais esperadas é o Concurso de Cosplay, que acontecerá nos dois finais de semana. A mecânica será a seguinte: ao chegar na festa, um fotógrafo oficial da loja irá tirar fotos dos participantes e postá-las no Instagram da ToyShow. O Cosplay que tiver mais curtidas durante a semana ganhará um prêmio super exclusivo da loja.

Estamos muito ansiosos para compartilhar com o nosso público esse momento. Nossa festa junina acontece há quatro anos e já virou uma tradição para os fãs da cultura geek. Temos certeza que será mais um sucesso”, afirma Victor Jacques, diretor da ToyShow.

A loja prepara ainda uma promoção exclusiva com os queridinhos da galera: durante os quatros dias em que acontecerá a festa, qualquer Funko Pop Regular custará apenas R$ 69,90.

Serviço:
Festa Junina Geek
Local:
ToyShow – Rua Pamplona, 1135 – Jardim Paulista.
Dias: 23 e 24/06 e 30/06 e 01/07.
Entrada Franca.

O 26º Anima Mundi começa no dia 21 de julho no Rio de Janeiro e no dia 01 de agosto em São Paulo. (

Este ano a animação brasileira foi homenageada no Festival de Annecy com mostras especiais curadas pela direção do Anima Mundi. Além disso, dois filmes brasileiros levaram prêmios para casa: Rodrigo Faustini ganhou o Cristal de melhor curta-metragem na categoria “Off Limits” com Garoto Transcodificado a partir de Fosfeno. E Mateus de Paula Santos venceu na categoria de filmes para a TV, por Leica – Everything in Black and White. Os dois premiados brasileiros já estavam selecionados para a edição 2018 do Anima Mundi e serão vistos por aqui também.

Como já é tradição, muitos dos filmes premiados no último sábado em Annecy estarão na programação do Anima Mundi. Na edição de 2018, o público brasileiro poderá assistir a onze vencedores do consagrado festival francês, que é um dos mais importantes eventos de animação do mundo. São eles: o longa-metragem The Breadwinner, que ganhou o prêmio do público para melhor longa (coprodução de Canadá, Irlanda, Luxemburgo) e os curtas Hybrids (França), Weekends (EUA), Inanimate (Reino Unido),  Biciklisti (Croácia), Ce Magnifique Gâteau (Bélgica, França, Holanda), Happiness (Reino Unido), La Mort, Père & Fils (França) e Vivat Musketeers! (Rússia). 

O 26º Anima Mundi começa no dia 21 de julho no Rio e no dia 1º de agosto em São Paulo e apresentará 405 filmes de 40 países.

Mais informações em: www.animamundi.com.br

Com produção e atuação do rapper 50 Cent, a série tem estreia mundial em 1º de julho às 23h00. No Brasil, será exibida no FOX Premium 2 e estará disponível para assinantes dos pacotes FOX+ e FOX Premium do FOX App. (📷 FOX / Divulgação) 

No domingo, dia 1º de julho às 23h00, mesma noite de estreia dos Estados Unidos, retorna ao Brasil a quinta temporada da série Power com exclusividade no FOX Premium 2 e, simultaneamente, no FOX App para assinantes dos pacotes FOX+ e FOX Premium. Após exibição semanal na TV, um novo episódio estará disponível no aplicativo.

Com dez episódios de uma hora cada, a continuação retoma a história após o surpreendente e controverso final da quarta temporada, que abalou os fãs com uma morte inesperada e mistérios não resolvidos.

Criada pela nomeada ao Emmy® Courtney A. Kemp, Power conta com a produção e atuação do rapper americano e ganhador do Grammy® Curtis “50 Cent” Jackson, que vive Kenan Stark.

As temporadas anteriores completas de Power já estão disponíveis no FOX App para assinantes dos pacotes FOX+ e FOX Premium. A classificação indicativa é 16 anos.

Michael B. Jordan, Sylvester Stallone e Tessa Thompson reprisam seus papéis, com direção de Caple Jr e produção executiva de Ryan Coogler

A Warner Bros. Pictures divulgou nesta quarta-feira, 20 de junho, o primeiro trailer e arte do aguardado longa-metragem Creed II, que conta com os astros Michael B. Jordan e Sylvester Stallone reprisando seus papéis como Adonis Creed e Rocky Balboa, respectivamente. O vídeo mostra um pouco da preparação de Adonis para encarar seu mais novo rival: Viktor Drago, filho do lendário rival de Rocky, Ivan Drago.

O longa, que tem previsão de estreia para 24 de janeiro de 2019 no Brasil, é a sequência do aclamado sucesso Creed – Nascido para Lutar, de 2015, que arrecadou mais de US$ 170 milhões de bilheteria global.

Confira a arte:

Assista ao trailer: 

Do dia 07 até o dia 20 de Junho acontece o Festival de Cinema Varilux, em cerca de noventa cidades ao longo do Brasil. O festival é uma parceria Brasil – França que celebra as relações entre ambos os países, e que tem patrocínio de diferentes grupos, tanto do capital público, com a Secretaria de Estado de Cultura, por exemplo, quanto privado, como no caso da Airfrance, e do grupo Essilor-Varilux, que batizam o próprio evento.

Inicialmente o festival era promovido em cerca de 56 cidades, contudo, decorrente de uma parceria estratégica com o SESC nacional, passou a expor os filmes em regiões ainda menores, que até então não possuíam contato direto com o cinema francês. É importante compreender que este relacionamento serve como mecanismo de celebração da relação entre os países, e age como importante ferramenta de propagação das noções e valores culturais de ambos os povos.

A equipe do Cinerama em parceria com a produtora 4ªParede foi convidada para cobrir o evento de estreia no dia 04 de Junho, que contou com alguns atores e diretores de filmes que estrearam no festival. Além disso, também foi realizada uma série de entrevistas com os mesmos no Fera Palace Hotel, no centro histórico da cidade de Salvador. 

Fera Palace Hotel – Salvador – Bahia
Fera Palace Hotel – Salvador – Bahia

Durante muitos anos o cinema serviu ao interesse de diferentes nações para disseminar suas respectivas realidades internas e concepções sociais, sobretudo ao longo de períodos conflituosos, servindo como um meio brando de introdução dos valores de um povo sobre o outro. Através do mesmo que atualmente é comum na mentalidade de pessoas que nunca foram aos EUA, por exemplo, a realidade que é almejada e vivida dentro de seus territórios. Dito isso, a celebração de um evento de tamanho porte não se delimita no intercâmbio cultural promovido, mas se expande no intuito de consolidar também a força de uma nação sobre a outra.

Entre os convidados que vieram para cidade de Salvador, foram entrevistados pela nossa equipe, Fabien Gorgeart, diretor de O Poder de DianeFinnegan Oldfiel, protagonista do filme Marvin; a atriz Zita Hanrot e o diretor Yannick Renier, ambos do filme Carnívoras. Todos os três filmes estrearam no Brasil pelo Festival de Cinema Varilux, e podem ser acompanhados na programação do evento, que está disponibilizada no site oficial.

Zita Hanrot e Yannick Renier, ambos do filme Carnívoras.
Fabien Gorgeat, diretor de O Poder de Diane.
Finnegan Oldfield, de Marvin.

As entrevistas se deram ao longo da tarde do dia 04/06 e se desenrolaram de modo muito positivo, sendo que serão disponibilizadas em breve por escrito e também em vídeo no canal do Cinerama. Com exceção do diretor Fabien Gorgeart, todos os outros falavam inglês e não foi necessário a intérprete. 

A noite aconteceu a estreia do Festival, voltada para convidados, no Espaço Itaú de Cinema – Glauber Rocha, na Avenida Castro Alves, em Salvador. Além de alguns membros da equipes dos filmes, também foram organizadores do festival, dentre eles um dos diretores, Christian Boudier.

Esquerda para direita: Yannick Renier, Christian Boudier, Finnegan Oldfield e Zeta Hanrot.
Membros da 4ªParede Produções, e do Cinerama: Alice Cortes, William Diniz, e Laura Sampaio.

Após as exibições das sessões dos filmes com a apresentação prévia de seus respectivos atores/diretores, foi dado um coquetel de estreia aos convidados, com patrocínio da Airfrance e de outras empresas envolvidas no projeto. 

Dirigido por Wes Anderson, “Ilha dos Cachorros” estreia dia 19 de julho no Brasil. (📷 20th Century FOX / Divulgação)

A Fox Film do Brasil divulgou o trailer e a data de estreia de Ilha dos Cachorros (Isle Of Dogs), novo longa-metragem de Wes Anderson. No filme, Anderson retorna ao estilo stop-motion de O Fantástico Sr. Raposo (2009) e apresenta grande elenco de dubladores com os atores Bryan Cranston, Scarlett Johannson, Frances McDormand, Edward Norton, Yoko Ono, Bill Murray, Liev Schreiber, Jeff Goldblum e Tilda Swinton. Ilha dos Cachorros estreia em 19 de julho..

Atari Kobayashi é um garoto japonês de 12 anos de idade. Ele mora na cidade de Megasaki, sob tutela do corrupto prefeito Kobayashi. O político aprova uma nova lei que proíbe os cachorros de morarem no local, fazendo com que todos os animais sejam enviados a uma ilha vizinha repleta de lixo. Mas o pequeno Atari não aceita se separar do cachorro Spots. Ele convoca os amigos, rouba um jato em miniatura e parte em busca de seu fiel amigo. A aventura épica vai transformar completamente a vida da cidade.

Assista ao trailer: 

A diretora Patty Jenkins e a estrela Gal Gadot unem-se novamente para o retorno da Super-Heroína da DC à tela grande. (📷 Warner Bros. Pictures / Divulgação)

Avançando para os anos 1980, a próxima grande aventura da super-heroína Mulher-Maravilha traz uma nova inimiga: a Mulher-Leopardo. As filmagens da sequência de Mulher-Maravilha, que arrecadou US$ 822 milhões de bilheteria em todo o mundo, já começaram. Intitulado Mulher-Maravilha 1984, o longa-metragem será dirigido novamente pela aclamada diretora Patty Jenkins, com a estrela Gal Gadot no papel principal. A Warner Bros. Pictures também divulga as primeiras imagens do longa, que mostram a atriz e o retorno de um importante personagem: Steve Trevor, interpretado por Chris Pine.

O filme também é estrelado por Kristen Wiig no papel da super-vilã Mulher-Leopardo e Pedro Pascal.

Charles Roven, Deborah Snyder, Zack Snyder, Patty Jenkins, Stephen Jones e Gal Gadot produzem o filme. Rebecca Roven Oakley, Richard Suckle, Wesley Coller, Geoff Johns e Walter Hamada são os produtores executivos.

A produção será filmada em Washington, D.C. e Alexandria (Virgínia), nos EUA, e também em locações no Reino Unido, Espanha e Ilhas Canárias.

Com lançamento previsto para os cinemas brasileiros em 31 de outubro de 2019, Mulher-Maravilha 1984 é baseado na personagem criada por William Moulton Marston, aparecendo nos quadrinhos publicados pela DC Entertainment. O filme será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures.

Confira as imagens: 

(📷 Warner Bros. Pictures / Divulgação)
(📷 Warner Bros. Pictures / Divulgação)

Crítica | Birthmarked

Uma comédia que desafia os padrões estabelecidos. (📷 Buzz)

Sabe aquela história de que o indivíduo é influenciado pelo meio? Talvez não seja bem assim, é o que este filme vem propor. Uma comédia com toques sutis de drama, dirigido por Emanuel Hoss-Desmarais (2018), tendo no elenco Fionnula Flanagan, Toni Collette, Matthew Goode, Michael Smiley e Andreas Apergis. Dois cientistas, Catherine (Collette) e Ben (Goode) decidem criar seus três filhos de maneira que sua herança genética não interfira na construção de sua personalidade, mostrando que a educação se sobrepõe à natureza.

Cada uma das crianças desenvolvem talentos e interesses distintos, como o domínio da matemática, a facilidade em compôr músicas expressando seus sentimentos mais profundos, e ainda a sensibilidade com questões ligadas à existência humana. Mas o que acontece ao longo dos anos é que os irmãos acabam, de maneira muito natural, compreendendo-se mutualmente e passando pelo período turbulento pelo qual todo adolescente precisa passar. Com isso, a vida que eles levavam por causa dessa experiência científica acaba fazendo com que eles se sintam sufocados, presos por apenas terem contato apenas com seus pais e agentes que participavam do estudo. Essa instabilidade também acontece com Catherine (Collette) e Ben (Goode), que percebem o quanto a vontade de fazer algo pelo mundo pode ter acabado com a possibilidade de terem sua família e sua própria vida.

Este é um filme que a todo momento apresenta um conflito o qual é evitado e que logo se instaura em cada um dos personagens, fazendo com que sua personalidade seja modificada, expressando o que é, de fato, verdadeiro. Dessa forma, instiga à pensar na própria conduta como indivíduo e sobre toda a construção e definição de sociedade.

Assista ao trailer:

Evento celebra os 25 anos da franquia e acontecerá no dia 30 de Junho. (📷 Território do Medo / Divulgação)

Em 1990, a Universal Studios adquiriu os direitos de adaptação do romance Jurassic Park, do médico Michael Crichton. Foi uma jogada ousada, já que o romance nem mesmo havia sido publicado na época. Pouco depois, confirmando as expectativas dos estúdios, o romance foi lançado e teve uma carreira bem sucedida.

Detentora dos direitos da obra, a Universal Pictures lançou em 1993 o filme Jurassic Park: Parque dos Dinossauros, filme dirigido por Steven Spielberg que foi um estrondoso sucesso. O resto é história.

📷 Universal Pictures / Divulgação

Com um vasto universo que inclui seis filmes, além de livros, quadrinhos e jogos, a franquia deixou sua marca no mundo do entretenimento e ganha, este ano, uma ação comemorativa dos 25 anos (considerando o lançamento do primeiro filme).

O evento é encabeçado pelo clube Território do Medo, que promove o gênero medonho na capital pernambucana e está chegando pelo resto do Brasil, e pela Sony / Universal Pictures Home Entertainment, em uma parceria com o Porto Digital e Portomídia, empresas do Parque Tecnológico, um dos maiores polos do mundo. 

Na ação, será exibido o filme clássico da franquia, lançado em 1993, seguido por um bate papo sobre a produção e algumas curiosidades da trilogia clássica. O evento também contará com mesas redondas e debates com o público sobre a obra do autor Michael Crichton.

Também haverão debates sobre a nova franquia, uma palestra sobre o empreendorismo da marca Jurassic Park / Jurassic World e dinâmicas que vão valer os muitos brindes para os participantes, enviados pelas marcas parceiras como Riachuelo, Editora Aleph, Editora Arqueiro, Usina das Canecas entre outras. Dentre os convidados estão críticos, jornalistas, pesquisadores, e influenciadores que vão participar das mesas.

É sempre importante frisar que Recife se tornou uma capital extremamente importante para o mercado cinematográfico. Principalmente, se lembrarmos que a cidade está geograficamente no coração do Nordeste e concentra um grande número de fãs, denominados geek / nerd, consumidores destes produtos. Contar com o Porto Digital / Portomídia, faz a nossa realização ganhar credibilidade e peso, diante do público-alvo. Com toda a certeza, vai ser uma tarde muito legal, principalemente, para os fãs do clássico.“. Pontua Alyson Fonseca, Produtor do evento e responsável pelo Território do Medo, além disso, editor deste Cinerama

📷 Universal Pictures / Divulgação

Em comemoração aos 25 anos do filme de 1993, a Universal Pictures Home Entertainment preparou uma surpresa especial para os fãs da franquia. A novidade é a Coleção Jurassic Park em Steelbook, no formato Blu-ray que conta com os filmes Jurassic Park: Parque dos Dinossauros, O Mundo Perdido: Jurassic Park, Jurassic Park III e Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros. Em parceria com a Iron Studios, os fãs encontrarão um flyer exclusivo com os produtos da série dentro do Steelbook. Além disso, a aclamada franquia dirigida e produzida por Steven Spielberg também pode ser encontrada em Blu-ray e DVD nas melhores lojas.

No evento do dia 30 de junho, os participantes concorrerão aos lançamentos que serão enviados pela Sony / Universal Pictures Home Entertainment. Com essa novidade, os fãs poderão relembrar a trajetória da franquia nos cinemas, e preparar o terreno para  Jurassic World: Reino Ameaçado  que chegará aos cinemas no dia 21 de junho.

Confira a arte do evento: 

SERVIÇO: 
Evento: Jurassic Park 25th Anniversary Celebration 
Realização: Porto Digital | Portomídia | Território do Medo  
Promoção: Universal Pictures Home Entertainment  
Apoio Promocional: Sony Pictures Home Entertainment  
Local: Apolo 235 
Endereço: Rua do Apólo, 235 – Bairro do Recife | CEP: 50030-220 
Horário: Das 14h às 19h 
Valor: Gratuito 
Classificação Indicativa: Livre 
Página do evento: https://www.facebook.com/events/237220323531610/  
Contato: [email protected] 
Mais informações emhttps://www.territoriodomedo.com/ 

Confira a capa do Steelbook: 

O escritor holandês já passou por São Paulo e Porto Alegre e, nesta quarta-feira (13/06), desembarca no Rio de Janeiro. (📷 Divulgação)

Desde o dia 04 de junho, o premiado autor Thomas Olde Heuvelt está no Brasil para lançar o seu novo livro: HEX, publicado pela DarkSide Books. A história aterrorizante, às vendas nas livrarias brasileiras, é um dos grandes destaques do terror contemporâneo holandês. A obra será adaptada para uma série produzida pela Warner, com roteiro de Gary Dauberman, o mesmo de It: A Coisa e Annabelle. Indicado ao World Fantasy Award em 2014 e ganhador do Hugo Fantasy Award no ano seguinte, Heuvelt tem em Stephen King e Roald Dahl suas maiores inspirações.

O autor veio ao Brasil com apoio da Fundação Holandesa de Literatura e já passou pelas cidades de São Paulo Porto Alegre, onde fez participação especial na 5ª Odisseia de Literatura Fantástica, nos dias 8, 9 e 10 de junho.

A trama traz o pacato vilarejo Black Spring, situado na Costa Leste norte-americana, que esconde uma bruxa de verdade do resto do mundo. Os moradores sabem que não se deve mexer com ela. Assim como aconteceu com as bruxas de Salem, Katherine Van Wyler foi condenada à fogueira. Mas a feiticeira sobreviveu e continua rondando a cidade, mais de trezentos anos depois.

Com costuras em seus olhos e correntes nos braços, Katherine aparece nos lugares mais improváveis quando bem entende, sussurrando a morte para quem chega perto o suficiente para ouvir. Assim como a Morte Vermelha, de Edgar Allan Poe, ela enfeitiçou a alma da cidade de forma que escapar não é uma opção: quem se afasta demais tem a mente invadida por pensamentos suicidas, e muitos não retornam para contar a história.

Os habitantes de Black Spring controlam os passos da bruxa 24 horas por dia através do hexapp, um aplicativo de celular desenvolvido especialmente para garantir que a bruxa não seja revelada para os Forasteiros. A vigilância constante aumenta o clima de paranoia na cidade, enquanto um grupo de adolescentes desafia as regras e resolve provocar a bruxa para ver se ela é tão perigosa quanto dizem.

Os interessados em participar do evento no Rio de Janeiro, deve acompanhar redes sociais da DarkSide® Books esta semana. Os três primeiros capítulos de “HEX” podem ser lidos no site da editora em http://www.darksidebooks.com.br/hex-por-thomas-olde-heuvelt/. 

Para confirmar sua presença, entre em: https://www.facebook.com/events/587076865011336/

Em breve, o Cinerama disponibilizará uma entrevista exclusiva com o autor Thomas Olde Heuvelt, concedida especialmente para o repórter do Rio de Janeiro, Pedro Azevedo

Confira a capa do livro: 

Assista ao book trailer:

A cerimônia contou com a presença de atores e diretores de diversos longas que serão exibidos no festival

Nesta quinta feira, 07 de junho, foi a abertura oficial do Festival Varilux de Cinema Francês no Cine Odeon, no Rio de Janeiro. A cerimônia foi apresentada pelos atores Gregório Duvivier e Camila Pitanga que com muita simpatia e bom humor, levaram o público a conhecer mais sobre o festival, seus filmes e toda a equipe e parceiros que fizeram o projeto ganhar vida. Além da cerimônia de abertura, também foi exibido o filme Carnívoras, dirigido pelos irmãos Jérémie e Yannick Renier.

Diversos convidados especias envolvidos nas 26 produções que estrearam no festival estavam presentes. O ator e diretor Jérémie Renier (O Amante Duplo), o diretor Yannick Renier e a atriz Zita Hanrot (Carnívoras); o diretor Fabien Gorgeart e a atriz Clotilde Hesme (O Poder de Diane); diretor Nabil Ayouch e a atriz e roteirista Maryam Touzani (Primavera em Casablanca); o ator Finnegan Oldfield (Marvin) estavam presentes na cerimônia.

A importância de se dar mais atenção a cultura cinematográfica no país foi um dos grandes pontos altos da noite, e é bem claro que o objetivo do festival é criar uma aliança cultural franco-brasileira.

Durante todo o evento serão ministrados workshops, debates, e espaços para a escolha de projetos colaborativos entre os dois países. O festival visa a disseminação do cinema, principalmente das produções independentes e uma maior assimilação da cultura francesa no Brasil.

O Festival Varilux de Cinema Francês vai até o dia 20 de junho em todo o Brasil. Ao todo serão quase seis mil exibições em 88 cidades do país, somando 117 cinemas envolvidos. A programação pode ser conferida no site do festival. http://variluxcinefrances.com/2018/

Com estreia prevista para o dia 07 de Junho, o novo longa metragem de direção de Gary Ross, mesmo diretor Jogos Vorazes, é um dos grandes destaques de estreias de 2018. Dando uma espécie de seguimento ao filme Onze homens e um Segredo, o trabalho se propõe a contar a história de Debbie Ocean (Sandra Bullock), que é irmã do personagem Danny Ocean, interpretado por George Clooney  no primeiro filme. 

Com um movimento de câmera extremamente dinâmico, o filme dificilmente se torna cansativo para o telespectador, introduzindo continuamente as personagens, e promovendo progressivamente o desenrolar da trama, sem se delongar em uma única temática ou se prender a algum arco narrativo. Ainda que o desenvolvimento do roteiro não traga uma inventividade inovadora, é bem construída a narrativa cinematográfica, e tirando alguns meros deslizes no mesmo, tudo termina bem amarrado no final.

O grande ponto de destaque, que por sinal foi trabalhado em exaustão pela equipe publicitária do filme, foi o elenco. Contando com nomes renomados do cinema americano, como Sandra Bullock, Cate Blanchett, Anne Hathaway, Helena Bonham Carter, dentre outros, o filme conseguiu atrair uma grande número de pessoas para as telas de cinema, colocando-o em uma boa posição de bilheteria nas estreias americanas. 

Ainda que inevitavelmente o trabalho tenha abusado dos clichês para a estruturação de uma identidade feminina em alguns momentos, o filme não foi pretensioso, não se propondo a condensar e reproduzir de forma padrão uma concepção única de feminilidade, e justamente por levar a temática com uma leveza bem característica da obra, acabou passando de forma sutil por esse ponto.

Divertido, leve, e carregado de uma estética que se referiu continuamente a indumentária feminina, e a indústria de luxo existente por trás de grandes eventos, como o tradicional baile do Metropolitan Museum of Art, o filme consegue agregar uma idealização do senso comum, e ainda assim abarcar uma certa individualidade nas personagens, fazendo dessa uma obra super acessível ao público de modo geral. 

“No Olho do Furacão”, novo filme do diretor de “Velozes e Furiosos”, mistura cinema de ação com cinema catástrofe. (📷Imagem Filmes/Divulgação)

Rob Cohen é um cineasta de ação por excelência. Na filmografia do diretor americano de 69 anos, destacam-se títulos famosos entre os fãs do gênero, como o próprio Velozes e Furiosos (2001), Triplo X (2002) e Daylight (1996).

Em seu novo filme No Olho do Furacão, distribuído pela Imagem Filmes e estreia nesta quinta-feira, dia 07 de Junho, em circuito nacional. Cohen mistura dois gêneros cinematográficos que sempre mexem com a imaginação e o entusiasmo de boa parte do público: ação e catástrofe.

Um breve resumo do enredo: O filme começa em 1992, onde dois jovens irmãos presenciam um violento furacão que passa pela cidade destruindo tudo o que toca. De volta aos dias atuais, acompanha-se novamente os irmãos, que ficam frente a frente com um furacão ainda mais forte, enquanto se vêem no meio de uma tentativa de assalto ao tesouro americano.

Um desses irmãos é Will, interpretado por Toby Kebbell (Kong – A Ilha da Caveira, Planeta dos Macacos – A Guerra), um simpático meteorologista que parece ser o único a perceber que o fenômeno climático que se aproxima será muito mais forte do que o esperado. Mesmo avisando constantemente seus colegas da gravidade da situação, Will é sempre ignorado (previsível, não?).

Também estão no elenco a atriz Maggie Grace (Busca Implacável 3), na pele da policial Casey, e o ator Ryan Kwanten (Jogada de Mestre), que dá vida à Breeze, o irmão de Will.

📷Imagem Filmes/Divulgação

Para quem gosta de adrenalina na telona e não se preocupa tanto com qualidade técnica, No Olho do Furacão é um prato cheio. A fórmula usada é a mesma dos filmes citados no início do texto, o que inclui uma série de explosões e tiroteios, além de perseguições em alta velocidade.

O roteiro é um tanto vulnerável e extremamente previsível, fato que fica mais evidente em algumas tomadas. Apesar disso, é de fácil entendimento e consegue incrivelmente impôr um tímido dinamismo, o que faz com que o filme se desenrole de uma forma um pouco mais leve.

Os irmãos protagonistas também ajudam um pouco no desenrolar da trama, gerando uma certa empatia que é muito bem-vinda.

Talvez a falta grave de No Olho do Furacão esteja em seus efeitos visuais. O “furacão” do título precisa dividir a atenção com os atores em cena, e a forma que encontraram para dar destaque ao fenômeno na tela foi dar ênfase ao exagero. A mão pesou, e muito! O resultado foi uma sequência de cenas descabidas e com efeitos mal acabados, o que acabou levando “pelos ares” todo o esforço inútil em conceber um filme que mesmo com todas as suas falhas, fosse levado a sério.

O longa-metragem talvez agrade aos fãs de ação, mas expectativas de assistir a um grande filme não cabem aqui.

Assista ao trailer:

Filme de horror brasileiro, estreia nesta quinta-feira, 07 de junho. (📷 Imovision / Divulgação) 

O cinema de gênero nacional está voltando ao mercado com força e boa qualidade. É o caso de Motorrad, que fez a abertura de 2018 e surpreendeu pela boa produção. No próximo ano, é aguardado o terror Recife Assombrado, de Adriano Portela. Mas nesta quinta-feira, 07 de junho, estreia o filme do gênero horror, As Boas Maneiras.

Na sinopse, Clara, enfermeira solitária da periferia de São Paulo, é contratada pela rica e misteriosa Ana como babá de seu futuro filho. Uma noite de lua cheia muda para sempre a vida das duas mulheres.

A dupla Juliana Rojas e Marco Dutra (Trabalhar Cansa) que se conheceram ainda na Universidade e sempre realizam seus trabalhos em parceria, criam um universo lendário, baseado no lobisomem, de uma forma muito exitosa. O espectador conhecerá uma obra diferente de tudo o que já leu. O roteiro e direção de Rojas e Dutra criam um ambiente novo para contar a história, já conhecida através das lendas brasileiras. Eles substituem a zona rural pela urbana com edifícios, escolas, grande número de população, centros de compras etc. O que contribui para a essência da trama.

📷 Imovision / Divulgação

Utilizando as técnicas de animação bem desenvolvida, a protagonista Ana (Marjorie Estiano) narra uma história sinistra para Clara (Isabél Zuaa), explicando como conseguiu aquela gravidez. Não sabem elas, o que Ana carrega em seu ventre. O garoto Joel, filho de Ana e criado por Clara, vivido por Miguel Lobo, também não decepciona e retrata uma criança com seus sonhos, suas brincadeiras, amizades e malcriações também. 

As protagonistas desempenham um ótimo papel e, juntas, carregam a química necessária para passar toda a carga dramática das personagens para o espectador. E tanto Estiano, quanto Zuaa conseguem mostrar uma ótima interpretação. 

Um ponto forte da produção está nos efeitos visuais. A criação do lobisomem é bem fiel e não parece artificial, o que já é muito bom. O personagem que interpreta o lobisomem se apresenta como humano e também no processo de transformação e tudo é mostrado com perfeição na tela grande.   

As Boas Maneiras é um filme do gênero horror, lançado para provar que de gênero o cinema nacional também entende e consegue realizar. Claro que com todas as dificuldades, mas com boa qualidade.

Assista ao trailer: 

Confirmando seu papel como um dos maiores festivais de animação do mundo, o Anima Mundi tem produções da Coréia do Sul, Croácia, Bélgica e Polônia, entre outros. 

 Consagrado como a principal plataforma de fomento à animação do país e responsável pela formação de toda uma geração de realizadores e de um público apaixonado, o Anima Mundi anunciou nesta terça-feira, 05 de junho, os filmes selecionados para sua 26ª edição, entre os dias 21 e 29 de julho, no Rio de Janeiro, e entre 1º e 5 de agosto, em São Paulo. A programação soma 405 produções, vindas de 40 países, que apresentam um panorama do que há de melhor no mercado de animação. Divididas por categorias, as mostras competitivas são as seguintes: Curta (95 títulos), Curta Infantil (61), Longa-Metragem (3), Longa-Metragem Infantil (4), Galeria (27 filmes experimentais + 1 Galeria Especial) e Portfólio (33 filmes publicitários ou feitos sob encomenda).

As mostras não-competitivas são Panorama (57 curtas internacionais que apresentam diversas tendências dentro da animação), Animação em Curso (53 trabalhos finais das melhores escolas de animação do mundo), Olho Neles! (29 curtas nacionais que merecem atenção) e Futuro Animador (42 filmes que utilizam as linguagens da animação para experiências educativas).

Confira aqui a lista completa com os filmes selecionados: http://www.animamundi.com.br/pt/selecionados-2018/

📷 Anima Mundi / Divulgação

Rede abre pré-venda para as sessões especiais do premiado filme de Steven Spielberg, de 7 a 10 de junho, nos cinemas de todo o Brasil. (📷 Universal Pictures / Divulgação) 

Vencedor do Oscar® nas categorias Efeitos Especiais, Edição de Som e Som, o antológico Jurassic Park: Parque dos Dinossauros (1993), de Steven Spielberg, está completando 25 anos. Para celebrar a data, a rede UCI vai promover o UCI Day Jurassic com sessões nos formatos 3D e 3D IMAX entre 7 e 10 de junho, em todos os 24 cinemas da rede pelo Brasil.

No Rio, quem for ao UCI New York City Center no dia 7 de junho, quinta-feira, poderá assistir ainda a uma apresentação especial da Orquestra Petrobras Sinfônica (OPES) antes da sessão das 21h30 na sala IMAX, com a famosa música-tema do filme, assinada pelo maestro e compositor americano John Williams.

Os fãs da franquia já podem comprar os ingressos para o UCI Day Jurassic acessando o site www.ucicinemas.com.br, nas bilheterias e terminais de autoatendimento da rede ou pelos canais Ingresso.com. Cliente UCI UNIQUE paga meia-entrada.

Nas salas IMAX (no Rio de Janeiro, São Paulo, Ribeirão Preto, Recife e Fortaleza), os fãs terão a sensação de total imersão no Parque. A exibição nas telas gigantes – quatro vezes maiores do que as de projeção digital comum – geram imagens com muito mais brilho, nitidez e profundidade. O áudio superpotente alinhado a laser, distribuído por todo o ambiente através de 24 canais com 18 mil watts de potência, cada, possibilita que os apaixonados pela série possam acompanhar cada detalhe sonoro da aventura, inclusive a aproximação do T-Rex, já que a tecnologia dos alto-falantes permite identificar a localização específica de todos os ruídos.

Jurassic Park foi relançado nos cinemas em 3D em abril de 2013 e arrecadou mais de 40 milhões de dólares nos Estados Unidos e no Canadá. Com isso, tornou-se o primeiro filme da Universal Pictures e, também, de Spielberg, a ultrapassar a marca de 1 bilhão de dólares de arrecadação em todo o mundo. O filme segue como um dos mais assistidos 25 anos após a estreia nos cinemas: atualmente ocupa a 28ª posição no ranking dos 100 filmes com maior bilheteria. Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros (2015) é o quinto da lista.   

Também já estão à venda os ingressos de Jurassic World: Reino Perdido, novo filme da franquia, que estreia no próximo dia 21 de junho, com pré-estreias a partir do dia 14. O lançamento será o destaque da semana do programa de relacionamento da rede, o UCI UNIQUE. Durante a semana de pré-estreia e na primeira semana de exibição (14 a 27/06), os associados podem comprar as entradas com preços especiais.

SERVIÇO:
UCI Day Jurassic, com exibição de “Jurassic Park: Parque dos Dinossauros”: 
Datas: 7, 8, 9 e 10 de junho
Horários: 16h e 21h30
Valores: R$20,00 (3D) e R$25,00 (3D IMAX)

© 2018 Cinerama Clube.

Todos os direitos reservados.

CONTATO | ANUNCIE

Developed By: Vedrak Devs

"O cinema é um modo divino de contar a vida"